CEI da Fusame investiga acúmulo de cargos e pagamento indevido de salário a servidores

Publicado em: 14 de setembro de 2018

Selecione a Imagem

 

Os vereadores da Comissão Especial de Inquérito da Fusame (Fundação de Saúde do Município de Americana juntaram aos autos das investigações, durante reunião realizada na quinta-feira (13), um requerimento do vereador Welington Rezende (PRP) que apura a suspeita de pagamento indevido de mais de R$ 210 mil a dois servidores concursados da prefeitura de Americana.

 

Participaram da reunião os vereadores Welington Rezende (PRP) – presidente da comissão, Marschelo Meche (PSDB), Maria Giovana Fortunato (PC do B), Vagner Malheiros (PDT), Odir Demarchi (PR), Rafael Macris (PSDB), Professor Padre Sérgio (PT) e Dr. Otto Kinsui (MDB).

 

De acordo com Rezende, o objetivo da CEI é apurar se há mais servidores recebendo salário de duas funções em incompatibilidade de horário, ocupando ao mesmo tempo cargos comissionados dentro do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. Tal fato será submetido à análise técnica para apuração de possível ato de improbidade administrativa.

 

“São graves as irregularidades. Deliberamos e aprovamos hoje ofício questionando a prefeitura sobre a particularidade de cada servidor dentro da Fusame para sabermos se há mais funcionários recebendo indevidamente, com acúmulo ilegal de cargos. Não podemos admitir prejuízos aos cofres públicos”, declarou Rezende.

 

Diante da incompatibilidade de horários e dos casos já desvendados, a prefeitura de Americana informou que abriu sindicância para apurar as responsabilidades. A CEI também quer saber quais as providências tomadas no procedimento administrativo interno da Prefeitura sobre esses casos.

 

O relator Marschelo Meche (PSDB) destacou que, nesse momento, a CEI quer ter acesso à estrutura administrativa da Fusame. “Para termos de forma transparente e conhecer de fato a estrutura administrativa da Fusame, solicitamos informações como a forma de ingresso de cada servidor na administração municipal, a forma de ingresso na própria autarquia, respectivo cargo, a relação de concursos públicos realizados pela Fusame, os termos de posse, a listagem dos servidores comissionados, a listagem dos servidores cedidos e a legislação que instituiu os cargos da Fusame, entre outras questões”, disse Meche.

 

* Com informações das assessorias dos parlamentares

 


Escrito por: Coordenadoria de Comunicação

Categoria: Comissões

Compartilhe essa notícia

Notícias Relacionadas