Segurança da barragem da represa do Salto Grande é debatida em audiência pública na Câmara

Publicado em: 14 de março de 2019

Selecione a Imagem

 

A Câmara Municipal de Americana realizou na quarta-feira (13) uma audiência pública para discussão do nível de segurança da barragem do reservatório de Salto Grande. A realização do debate foi solicitada pelo vereador Professor Padre Sergio, através de requerimento aprovado pela Câmara durante sessão ordinária.

 

Participaram os vereadores Geraldo Fanali (PRP), Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (MDB), Professor Padre Sergio e Rafael Macris, o secretário municipal de Meio Ambiente, Odair Dias, o diretor de engenharia e obras da CPFL Renováveis, Alberto dos Santos Lopes, a coordenadora da Defesa Civil de Americana, Marli Rodrigues Kyriyama, o coordenador de projetos do Consórcio PCJ, José Cezar Saad, o vice-presidente do Condema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente), João Marco Alves de Oliveira e o diretor técnico do Departamento de Água e Esgoto de Americana, Luís Antônio de Souza Neto, além de convidados, representantes de segmentos da sociedade civil e população interessada no tema.

 

Durante o uso da palavra, o diretor de engenharia e obras da CPFL Renováveis, Alberto dos Santos Lopes, apresentou informações técnicas sobre a estrutura da barragem. “Todas as barragens possuem fatores de segurança que são avaliados para atestar a estabilidade estrutural, e a barragem do Salto Grande encontra-se dentro dos coeficientes definidos como seguros. É uma obra que foi concebida com coeficientes de segurança extremamente altos e suas características de construção nos dão a confiança técnica de que ela é segura”, disse.

 

A coordenadora da Defesa Civil de Americana, Marli Rodrigues Kyriyama, informou que o Plano de Ação Emergencial desenvolvido pela CPFL para um eventual rompimento da barragem é atualizado anualmente em parceria com a Defesa Civil. “O plano sempre é revisado e, a partir de agora, serão instaladas sirenes de emergência. Além disso, serão realizadas simulações de evacuação para testar sua eficácia. O plano é trabalhado de forma integrada com as seis cidades envolvidas”, falou.

 

O vereador Marco Antonio Alves Jorge, o Kim, se disse tranquilo quanto à segurança da barragem. “Como arquiteto da prefeitura há quarenta anos, acompanho há muito tempo o reservatório do Salto Grande e pude identificar o caráter sensacionalista da reportagem divulgada sobre a possibilidade de rompimento. Temos que cuidar da represa porque ela é importante não só para Americana, mas também para a vida de toda a nossa região”, comentou.

 

A população utilizou a palavra para apresentar questionamentos e registrar sua opinião sobre o tema. O representante do Movimento dos Atingidos por Barragens, Diego Ortiz, disse ser necessário fiscalizar com atenção a segurança do reservatório. “Não podemos nos basear apenas no relato da própria empresa, é preciso que os órgãos fiscalizadores compartilhem as informações”, disse.

 

“A população precisa ser informada sobre as áreas de risco, porque se a barragem estourar a maioria não vai saber o que fazer. Se estourar, quem vai assumir a responsabilidade?”, questionou Maria Helena Galhani.  

 

O vereador Professor Padre Sergio, autor do requerimento que motivou a audiência, destacou a importância de debater o assunto, que gerou preocupação aos moradores das áreas próximas à represa. “É importante esclarecer as dúvidas e, ao ver que a barragem é segura, devemos levar essa mensagem aos nossos amigos e familiares, para tranquilizar a todos”, concluiu.

 


Escrito por: Coordenadoria de Comunicação

Categoria: Audiências Públicas

Compartilhe essa notícia

Notícias Relacionadas