Tecnologias e tratamentos dos resíduos sólidos são debatidos em simpósio na Câmara

Publicado em: 28 de novembro de 2017

Selecione a Imagem

 

A Câmara Municipal de Americana realizou na segunda-feira (27) o Simpósio Municipal em Tecnologia e Tratamento de Resíduos Sólidos. O evento foi realizado em atendimento ao requerimento nº 1036/2017, de autoria do vereador Rafael Macris (PSDB) e da vereadora Maria Giovana (PC do B), membros da Comissão Especial de Estudos visando a despoluição da Represa do Salto Grande.

 

Participaram a vereadora Maria Giovana, presidente da comissão, o vereador Rafael Macris, relator, os vereadores Gualter Amado (PRB), Professor Padre Sergio (PT), Thiago Martins (PV) e Welington Rezende (PRP), convidados e população interessada.

 

O simpósio contou com a participação de quatro palestrantes, que abordaram os seguintes temas: Patrícia Pulsini Donaire, da Donaire Sistemas, falou sobre o tratamento de resíduo sólido urbano para a produção de energia elétrica; Anthero Machado Neto, da Lixo Limpo, apresentou o conceito de lixo limpo e a tecnologia de compactação; o advogado Thiago Eduardo Galvão Capellato explanou sobre os aspectos legais e ambientais no tratamento de resíduos sólidos; e Delmo Conti Pescuma, da Engep – Engenharia e Pavimentação, apresentou dados técnicos sobre o estudo de impacto e sobre a construção do aterro sanitário que está sendo implantado na região do Pós-Represa, em Americana.

 

Para a vereadora Maria Giovana, que presidiu os trabalhos, destacou a importância do caráter técnico da discussão, com informações detalhadas sendo apresentadas. “Foram discutidas tecnologias, e não foi um embate político. Isso é muito importante para embasar depois a discussão política a respeito do que a gente pensa ser melhor para o nosso município”, afirmou.

 

O vereador Rafael Macris também elogiou a qualidade do debate. “As tecnologias apresentadas nos permitiram avaliar os prós e os contras. Acredito que a prefeitura e os vereadores têm condições agora de ampliar esse debate com mais fundamentação e quem ganha com isso é a cidade de Americana e a população”, avaliou.

 

 


Escrito por: Coordenadoria de Comunicação

Categoria: Eventos

Compartilhe essa notícia

Notícias Relacionadas