Criação de Banco de Leite Humano é debatida em audiência pública na Câmara

Publicado em: 29 de novembro de 2016

Selecione a Imagem

 

A Câmara Municipal de Americana realizou na segunda-feira (29) audiência pública para discussão da criação de um banco de leite humano em Americana. A realização da audiência foi solicitada através de requerimento de autoria do vereador Moacir Romero (PT).

 

Participaram o vereador Moacir Romero, o secretário municipal de Saúde Orestes Camargo Neves, a secretária adjunta de Saúde e vereadora eleita Maria Giovana Fortunato, a coordenadora do Centro de Lactação - Banco de Leite Humano de Campinas Dra. Cláudia Maria Monteiro Sampaio e o presidente do Conselho Municipal de Saúde José Sebastião de Souza Campos, além de profissionais ligados ao setor e população interessada no tema.

 

O vereador Moacir Romero deu início aos trabalhos relatando os motivos da realização da audiência. “A existência de um banco de leite é até mesmo uma questão de salvar vidas. Já existe a lei municipal que autoriza sua criação, mas o importante mesmo é a vontade, o esforço conjunto para que isso saia do papel”, avaliou.

 

O secretário de Saúde destacou a importância do banco de leite e ofereceu apoio à implantação. “O banco de leite é muito importante porque as crianças que recebem uma alimentação adequada nos primeiros meses de vida, através do leite materno, crescem e se desenvolvem de maneira mais saudável. Sabemos que Americana entrou em uma crise financeira muito grave, mas a secretaria de Saúde está à disposição”, disse.

 

Durante a audiência, a coordenadora do Centro de Lactação - Banco de Leite Humano de Campinas Dra. Cláudia Maria Monteiro Sampaio, proferiu uma palestra sobre o funcionamento do banco, criado em Campinas há 24 anos. Ela falou da importância do banco apontando dados como a taxa de mortalidade infantil na região metropolitana de Campinas: as cidades que não possuem o serviço, como Americana e Bragança Paulista, possuem índices mais elevados que as demais.

 

“Os benefícios do aleitamento materno já são difundidos e conhecidos. O que o banco de leite traz, além de tudo isso, é a colaboração, a participação constante da Rede Paulista de Bancos de Leite, que promove cursos e troca de informações, facilitando o atendimento de necessidades emergenciais”, falou Dra. Cláudia.

 

Ao final da audiência, o vereador Moacir Romero comemorou a recepção favorável da secretaria de Saúde à criação do banco de leite no município. “Tendo a disposição da secretaria, parceiros em Campinas e o interesse de entidades e da iniciativa privada, acredito que o caminho esteja bem pavimentado. Esperamos que o banco se concretize o quanto antes”, concluiu.

 


Escrito por: Assessoria de Comunicação

Categoria: Audiências Públicas

Compartilhe essa notícia

Notícias Relacionadas